24.12.17 Observatório Psicanalítico 39/2017

Ensaios sobre acontecimentos sociais, culturais e políticos do Brasil e do mundo 

 

Observatório psicanalítico febrapsi: uma construção coletiva

Carlos Frausino, Beth Mori e Cíntia Xavier de Albuquerque (SPBsb)

 

As festas de final de ano se aproximam. Pessoas cruzam o país e o planeta em busca umas das outras. Cidades se iluminam pelo fascínio do encontro. Famílias e amigos se reúnem para abraços e ceias longamente esperados. É tempo de comemorar.

 

O símbolo da passagem do tempo é bem-vindo. Renovamos intenções e esforços na incrível experiência de viver. Chegamos ao final de um ano difícil, marcado por impactantes acontecimentos no Brasil e no mundo.

 

Nosso Observatório nasceu a muitas mãos. Uma construção coletiva. Aquisição preciosa, onde o exercício do convívio e da aceitação das diferenças é desafio diário. Desafio e oportunidade para aprender o que, teoricamente, sempre sabemos. Temas foram abordados por psicanalistas da Febrapsi, dentro do legado freudiano de, estando na cultura, sermos críticos dela.

 

Temos um ano desafiador pela frente. Nossa tarefa será a de acompanhá-lo sob o vértice psicanalítico e ter a ousadia de iluminar as questões críticas que pudermos identificar nesse processo.

 

Agradecemos aos colegas que, ao longo do ano, construíram conosco esse lugar onde podemos dizer o que sentimos, pensamos, sabemos e não sabemos a respeito do que se passa conosco, no nosso país e no mundo em que vivemos.

 

Desejamos que o espírito natalino fertilize o ano que se inicia, de forma que a solidariedade e o respeito à diversidade sejam nossas companhias diárias.

 

Feliz 2018!

 

(Os textos publicados são de responsabilidade de seus autores)