08.05.20 Observatório Psicanalítico – 163/2020

Ensaios sobre acontecimentos sociais, culturais e políticos do Brasil e do mundo.

 

06 de maio, dia do psicanalista

 

Alirio Dantas Jr. (SBPRJ e SPRPE)

 

Em todo o mundo, hoje se celebra o Dia do Psicanalista. Ora viva!!! 

 

No passado, não tão distante, já fomos tratados com desdém e suspeita. Já fomos censurados; já fomos perseguidos; e condenados à clandestinidade. A morte da psicanálise continua a ser anunciada, com persistência, por psiquiatras, psicólogos, cientistas sociais e filósofos. E no entanto ela se move, persevera e se desenvolve, com criatividade e vitalidade. Viva e bulindo, como se diz no Nordeste! Continuamos a ser inquietos e meio “gauche”.

 

Dia após dia, nos misturamos com o sofrimento humano, sempre único e singular, sem estereotipar, sem estigmatizar ou reduzir a dor de cada um a qualquer generalização. Não buscamos caminhos fáceis do aconselhamento, nem do rótulo diagnóstico. Ouvimos, sobretudo ouvimos, buscando escutar o que é dito e o que se esconde. Ah! E emprestamos nossas dores ao outro, para pela empatia, torná-las uma só dor. Nós vivemos para isto e nosso ofício mora neste lugar.

 

A psicanálise continua a existir porque corresponde a uma necessidade emocional das pessoas. Necessidade de ter suas angústias, sua personalidade e suas loucuras acolhidas com o respeito de quem se coloca como semelhante. Nós tratamos de fantasmas que nos são familiares, são semelhantes aos nossos. Experiência singular em que paciente e analista investigam suas almas, compartilhando as emoções por meio da empatia.

 

Mas não menos importante: estamos sempre na defesa da liberdade e da dignidade da pessoa, sejam elas suprimidas pela vida ou pela mente.

 

Em 06 de maio de 1856 nascia Sigmund Freud. Um gênio criativo, talvez o maior de todos. Estudioso dedicado, investigador meticuloso, escritor magnífico. Com a ousadia dos grandes, ele criou para nós um lugar no mundo, uma paixão, uma identidade e um ofício que nos oferecem os meios de acolher e transformar o sofrimento das pessoas em novas formas de existir, de amar e de trabalhar. 

 

Seu aniversário tornou-se o dia do psicanalista, formando este vínculo entre nós e ele, na defesa da liberdade e da dignidade do homem. Parabéns a cada um de nós!! 

 

Valeu maestro, sua vida mudou o mundo, transformando o ser humano. O senhor viverá para sempre… 

 

Parabéns para cada um de nós!!

 

(Os textos publicados são de responsabilidade de seus autores).

 

Colega, click no link abaixo para debater o assunto com os leitores da nossa página no Facebook. 

 

https://www.facebook.com/252098498261587/posts/1642112409260182/?d=n

 

Os ensaios também são postados no site da Febrapsi. Clique no link abaixo:

 

https://www.febrapsi.org/observatorio-psicanalitico/