13.06 Carta aberta da FEBRAPSI sobre a política pública relativa a drogas

Carta aberta da FEBRAPSI sobre a política pública relativa a drogas adotada no Brasil

A Federação Brasileira de Psicanálise (Febrapsi) vem a público manifestar seu repúdio e preocupação com a política pública sobre drogas adotada no Brasil.
Devido à complexidade desse grave problema de saúde pública, associado à violência e ao crime organizado relacionado ao tráfico, achamos fundamental que essas questões sejam refletidas em conjunto com a sociedade e com as instituições que trabalham com saúde mental.
Ações violentas como as que aconteceram na Cracolândia, em São Paulo, no dia 21 de maio de 2017, além de inadmissíveis, promovem um forte impacto negativo sobre pessoas que já se encontram em severo estado de adoecimento.
Esperamos que esse violento e despropositado episódio sirva para nos humanizar e indignar, conclamando a todos para uma reflexão mais ampla e efetiva sobre nossa responsabilidade em relação a essa população em situação de extrema vulnerabilidade.
Apesar da postura crítica, a Febrapsi entende que conjuntamente teremos potencial para criar formas novas e multidisciplinares de abordar o problema das drogas, pois o desmantelamento das políticas públicas vem inviabilizando as soluções até aqui apresentadas. É necessário um engajamento coletivo acerca do tema das drogas, com uma abordagem reflexiva, para construir saídas decisivas para esse problema epidêmico.
Não é pela exclusão e pela perseguição que encontraremos uma resposta eficaz para essa aguda situação.
Precisamos pensar e buscar, juntos, novas alternativas!